quarta-feira, 7 de outubro de 2009

A Eira da Decisão

É compreensível sofrer as consequências dos erros passados. Mas, e depois do livramento cristão? Por que tantas aflições mesmo sendo de Deus?

Estes e muitos outros questionamentos têm deixado muitos nascidos do Espírito perplexos.
Mas na história do povo de Israel encontramos respostas confortadoras.

Israel é uma região montanhosa. Em cada cidade antiga era costume usar montes para construir no seu topo a eira. Lembra a eira de Araúna? ( 2 Samuel 24.16 )

Pelo menos duas coisas serviam as eiras: uma para peneirar grãos. O trigo, por exemplo, era esmigalhado juntamente com sua casca. Em seguida lançado para o alto. E o vento que soprava na colina jogava para fora a palha enquanto o trigo caía dentro da eira.

A eira também servia como Tribunal de Justiça. Os anciãos da cidade, como juízes, se reuniam lá para julgar as causas do povo em geral. Devido sua forma arredondada, todos sentavam defronte uns dos outros. As partes eram ouvidas e os anciãos decidiam.

Ora, verifica-se claramente que, no fundo, a eira era lugar de julgamento e separação.

Quem é trigo fica, quem não é, cai fora!

As lutas são enormes, mas o galardão, segundo está escrito: nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que O amam. ( I Coríntios 2.9 )

Por conta disso o Reino de Deus é tomado por esforço e só corajosos, valentes e fortes se apoderam dele. ( Mateus 11.12 )

Bispo Macedo
video

sábado, 3 de outubro de 2009

COMO A PRATA

Havia um grupo de mulheres num estudo bíblico do livro de Malaquias. Quando elas estavam estudando o capítulo três, elas se depararam com o versículo 3 que diz: "Ele assentar-se-á como fundidor e purificador da prata...". Este verso intrigou as mulheres, e elas se perguntaram o que esta afirmação significava quanto ao caráter e natureza de Deus.

Uma das mulheres se ofereceu para tentar descobrir como se realizava o processo de refinamento da prata e voltar para contar ao grupo na próxima reunião do estudo bíblico. Naquela semana, esta mulher ligou para um ourives e marcou um horário com ele para assistí-lo em seu trabalho.

Ela não mencionou a razão de seu interesse na prata nada além do que sua curiosidade sobre o processo de refinamento do metal. Enquanto ela o observava, ele mantinha um pedaço de prata no fogo e deixava-o aquecer. Ele explicou que no refinamento da prata devia-se manter a prata no meio do fogo onde as chamas eram mais quentes, de forma a queimar todas as impurezas. A mulher pensou em Deus mantendo-nos em um lugar tão quente; depois, ela pensou sobre o verso novamente... "Ele se assenta como um fundidor e purificador da prata".

Ela perguntou ao ourives se era verdade que ele tinha que sentar-se em frente ao fogo o tempo todo que a prata estivesse sendo refinada. O homem disse que sim, ele não apenas tinha que sentar-se lá segurando a prata, mas também tinha que manter seus olhos na prata o tempo inteiro. Se a prata fosse deixada, apenas por um momento em demasia nas chamas, ela seria destruída.

A mulher silenciou por um instante. Depois, ela perguntou: "Como você sabe quando a prata está completamente refinada?". E o homem respondeu: "Oh, é fácil! - o processo está pronto quando vejo minha imagem refletida nela".
Glória a DEUS!!!

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

O homem que mudou a decisão de Deus

Houve um homem na Bíblia que mudou a decisão de Deus. Isso mesmo. O Deus que não muda nem mente, teve que abrir uma exceção e voltar atrás na Sua decisão por causa de um homem.

Quando o rei Ezequias recebeu a notícia do homem de Deus que iria morrer da sua enfermidade, ele imediatamente recusou aquela palavra. Algo dentro dele rejeitou a idéia de morrer naqueles dias, com aquela enfermidade. “Sei que vou morrer um dia mas assim não, e agora não!”

A vergonha seria dupla: Um servo de Deus morrer doente (onde estava o “Senhor que te sara”?) e morrer no meio das ameaças de guerra do rei da Assíria.

A sua oração expressou um grito de injustiça. “Quer dizer Senhor que venho Te servindo todos esses anos para nada, para acabar assim?” Aquela oração tocou no mais profundo do coração de Deus e O fez mudar sua decisão. Acrescentou mais 15 anos à vida de Ezequias e prometeu livrá-lo do rei da Assíria. E o mais maravilhoso foi o que aconteceu em seguida. Tão simples como hoje apertamos a tecla “delete” no computador, Deus fez voltar o tempo em 45 minutos para “apagar” o que havia acontecido! Ou seja, não está mais aqui quem falou! “Ezequias, esquece o que Eu falei, isso nunca aconteceu.”

Isso mostra que ainda que alguém já tenha determinado a sua sina, VOCÊ pode sobrepujar aquela decisão tomando a SUA própria. Talvez o médico já decidiu o seu destino; o advogado deu a causa por perdida; sua família o carimbou como ovelha negra; o pastor desacreditou de você; o patrão lhe mandou embora; o marido não lhe quer mais...

Mas se VOCÊ decidir o que quer, e fizer o seu pacto com Deus, você pode mudar o seu destino. Você pode mudar qualquer coisa que parece já ter sido decidida para você. Use a sua fé, use o seu poder decisão.